domingo, 10 de junho de 2012

A educação dos ricos


http://weheartit.com/entry/30222805


Na última sexta-feira (8/06) quando fui ao dentista, me deparei com uma revista da VEJA, decidi dar uma folheada nela, e assim, uma matéria me deixou um pouco intrigada, era sobre a forma como algumas provas para avaliar a educação do país podiam ao mesmo tempo distanciar a aproximar Ricos e Pobres.
A questão é como isto acontece, na reportagem eles informavam que quando uma prova tem questões que devem ser memorizadas pelos alunos, ambas às classes sociais se aproximam, e quando a questão é trabalhada com lógica, a distância entre ambas é enorme.
O motivo é que a educação em nosso país ainda é precária, até porque um ensino público comparado a um de ensino particular tem uma quantidade de aulas minitratas de determinada matéria bem diferente, o que prejudica e muito o aluno, alem é claro da determinação e vontade de alguns professores, que parecem com alguns médicos-barbeiros da antiguidade, que só se importavam com o quanto ganhavam, pouco se importando com os mais necessitados que não tinham condições de pagar pelo seu serviço.
A reportagem informava, ainda que, isto pode ser comparado com uma hierarquia, e quando as questões se tratam de pensar, os ricos acabam ficando no topo, e os pobres caem drasticamente na hierarquia, o que se diferencia muito em questões de memorização, em que ambos acabam atingindo a mesma base na hierarquia.
Mas, o que seria o certo? Estimular aos menos necessitados que corram atrás de algo que não lhes foi favorecido, para tentar superar aqueles que todos os dias durante o primeiro ingresso no ensino tem em suas mãos a oportunidade de fazerem o que quiser com a cabeça? Não digo que isto não depende de cada um, mas, digo que um impulso no começo do caminho de um ser pode mudar e muito o resultado final.  

Nenhum comentário: