segunda-feira, 11 de julho de 2011

Entre suas mãos e a minha há uma pequena diferença, a liberdade e a vontade. As suas se abrem para o mundo a minha se fecha para o desejo. A sua perde o caminho, a minha nunca o deixa fugir. Mas a minha se preserva tanto que não tem tempo de viver, já a sua viveu tudo o que podia e se foi dando espaço a um novo desejo.

4 comentários:

Diego Marques disse...

Nossa que triste...
Nunca deixe a vida passar por seus dedos.

Agarre todas as possibilidades e viva intensamente.

gde bjo

Érika disse...

nossa anjo que profundo, acho que entendi perfeitamente o que esse texto quis passa, amei!
bjbj anjo
http://viceveersa.blogspot.com/

Sixx disse...

Lii
Em tudo há uma medida, sentimentos demasiados perdem o valor em sí mesmos.


BJks

Lií disse...

^^
Sim Diego, não podemos deixar as coisas muito presas mas tbm não podemos dar em si muita liberdade.
É sentimentos perdem valor em si mesmos.