segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

*-*

http://weheartit.com/entry/6103833

" O mundo girava em torno de sua dor, e, de tal maneira lhe pesava sobre a alma insatisfeita e sofredora, que ele não soube traduzi-la senão como imprecações desesperadas e alucinantes. Não há quase um verso seu em que não haja um grito contra a opressão do ambiente que o cercava".

 Procurou através de suas poesias, transbordar toda a sua mágoa, pelas humilhações que passava, motivadas pela sua cor. Sua linguagem era impregnada de vocábulos que davam um vigoroso ritmo evocativo, seguidos de delírios constantes.

( João da Cruz e Sousa - Poeta simbolista brasileiro)

 

Nenhum comentário: