domingo, 9 de janeiro de 2011

Música Sem Nome 

Eu tive sorte, eu tive azar
Tive motivos pra acreditar
Que existe gente 
Com medo arriscar

Eu tive sono quando eu dormia
Tive amigos que não queria
E inimigos que ainda quero bem

Mas como você eu nunca tive ninguém
Mas como você eu nunca tive ninguém

Eu tive tempo, eu tive prazos
Fiquei com medo de estar errado
E hoje vejo o "certo" atrasado

Tive traumas irreparáveis
E uma alegria irretocável
Que espero manter daqui pra frente

Mas como você eu nunca tive ninguém
Mas como você eu nunca tive ninguém

Na minha lista de convidados
o tempo não entra sem presente
A festa é minha
Eu faço o que eu quiser
Expulso o futuro e passado

Mas como você eu nunca tive ninguém
Mas como você eu nunca tive ninguém

Nenhum comentário: