terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Itapira 18 de Janeiro de 2011

Dear Heart....

...Eu queria te dizer, que me sinto tão mal, de ver você deixar dentro de mim algo que há muito tempo se foi um sentimento que nasceu tão vivo e que agora parece que não tem o mínimo de valor... Queria te bater agora, te dizer o quão irritada estou de você deixar algo assim continuar dentro de mim, mas eu te agradeço, por não me tornar tão vazia e igual a muita gente, que já conheci, muitas pessoas que vi, dizendo amarem alguém, e no dia seguinte nem sequer lembram do rosto .... Agradeço-te por não me tornar um saco de lixo ambulante, sem nenhum valor sentimental, mas, eu queria tanto, que se retira essa única pessoa que me tornou viva, por alguns anos... E que me encheu de esperança por porra nenhuma.
Mas, têm momentos que eu me canso de ver tudo isso doer bem ai no fundo, e eu sei que você também não tem culpa, minha mente diz para você trabalhar o máximo para eliminá-lo e que você se esforça. Desculpe-me, querido coração, não quero te forçar a nada, e não queria te deixar sofrer esta dor sozinho, eu estou aqui com você, para soltar todas as lágrimas que você não consegue soltar, para gritar quando tiver vontade, e para, esquecer quando estiver pronto.

      Obrigada,
L i í.

27ª Edição Cartas: Dear Heart (Querido Coração)

3 comentários:

*Carol* disse...

Ficou foda demais Lií, simplesmente sem palavras *----------* -PERFEITO! ♥

Lií disse...

hehe, obrigada cáh.... realmente, eu coloquei minha " alma" nisso hauhau' :D

Bell . disse...

Lindo, maldito, querido, idiota, simplesmente o coração! Belo texto, parabéns!