domingo, 6 de junho de 2010

Ele resolveu esqueçer.

O rapaz de olhos arregalados, grandes, e magro, de uma aparência nada tradicional, decidio amar uma garota, que durante 6 meses eles ficaram juntos, até que os pais da garota, resolveram separá-los, mas pelo fato, da garota ter feito algo de errado, ter corrido de mais atráz do rapaz, eles quase nunca se viam, ela , sempre dava "bolos" no rapaz, deixava ele esperando horas por ela, e ela quase nunca aparecia nos locais que combinava, mas ela não fazia isso por que queria, e sim, por que os pais a impediam de ver o rapaz. Era o dia do aniversário da garota, e ela recebera um intimação dos pais, que deveria terminar com o rapaz, ela não sabia o que fazer, por um lado, ela poderia não terminar, mas por outro, ela nunca mais o poderia ver, a garota, nunca teve coragem de impor algo, e então deixou-se levar pelas escolhas dos pais.
Ela chorava no ombro do rapaz, com a cabeça completamente suja de ovo ( sim, os amigos, tendo conciencia que a garota iria terminar com o namorado, tacaram ovo nela), eles, ficaram ali, durante alguns minutos, se questionando da vida resolver separá-los, de que resolveriam fugir, mas o rapaz, não queria isso, dizia para garota, que tudo ia ficar bem, que nada poderia separá-los.
Passaram-se alguns meses, e eles resolveram se encontrar, escondidos, o rapaz dizia, que não queria esconder nada de ninguém, a garota, tremia, por que ela sabia que se ele enfrentasse o pai dela, nada acabaria bem. Então, decidiram ficar assim, ás escondidas, mas era raro, os dois se encontrem, pois a garota, não podia sair de casa, sim, um adolescente, tracada em casa, por que os pais obrigam.
Até que, num certo dia, a garota notara algo estranho no rapaz, e então, decidira terminar tudo mais um vez. É, ela talvez, estivese enganada, mas o rapaz, estava estranho, mudara muito.
Então, após essa despedida, horrivel, ambos, se encontraram após 4 anos e meio, numa festa popular da cidade, a garota não sabia o que fazer, então, resolveo conversar com o rapaz, ambos, ficaram sozinhos, próximos á um caminhão, e a garota olhou profundamente nos olhos dele (ela nunca conseguira olhar nos olhos dele) e disse: "Eu não te amo mais, e quero que você me esqueça." o rapaz, ficou imóvel, e depois simplesmente disse: "Eu não posso fazer isso, eu te amo".
Os dois ficaram alí discutindo o amor, até que a garota se convenceu que não poderia forçá-lo a não amá-la. A mãe da garota, ligara inumeras vezes no seu celular, e já passara da meia noite, a garota simplesmente, resolveu ignorar as chamadas perdidas, e resolvera, voltar para casa, com sorte, o rapaz decidio acompanha-lá (mesmo depois de tudo isso? ela pensava).
Ao longo do caminho, ela parara, e olhara novamente nos olhos dele, e se perguntara incansavelmente no caminho "Eu ainda o amo?", e sabe, ela olhou para ele e somente disse: "Quer saber, eu te amo sim!" e o beijou.
Mas, agora a garota pensa, e se pergunta se fez a coisa certa, por que, agora, ela acha que o rapaz a esqueçeu como ela mandara.

Nenhum comentário: