domingo, 23 de maio de 2010

A maioria nós.

Quer ser algo a mais, na vida, quer fazer planos para o futuro, viver intensamente. Mas até que ponto nós lutamos para "faturar" esses respectivos desejos? Muitas vezes nos deixamos levar pela sede de querer ser algo, sendo que, nem ao menos corremos atráz. Eu ouvi, meus pais me dizerem que era para mim estudar, tentar ser alguém, mais eu os ignorei, pensei que tudo que eu estava vendo, não ia adiantar de nada aprender, mas agora, eu tento voltar no tempo, e ver tudo o que eu perdi, se eu não passar na faculdade, todos meus planos e desejos serão perdidos.
Mas, a maioria de nós, pensa assim, em ser alguém, e querer, dar um futuro para nossos filhos, querer que eles tenham do bom e do melhor, já que muitos de nós, achamos que temos uma vida péssima, que nada vale. Mas, quem sempre olhou para você e teve um pouco de esperança? Que ficava no seu pé para você correr atráz de suas vontades? Sim, eles, o único problema é que eles cansaram de ver você errar, e resolveram que você deve viver do jeito que você quer, que você se dane, mas eles , ainda tem um pouco de Fé, e confiança, que você consiga, mesmo que não seja nada na vida.
A maioria de nós, deseja se livrar de algum mal, de querer abandonar tudo que parece de ruim, mas, do que adianta se livrar, se nossa vida é feita de escolhas, de causas e consequencias, de pessoas "más", sempre tem algo a conspirar contra nós, não adianta fechar o olhos e dizer que você vai esqueçer, devemos é enfrentar tudo que nos inpede de ser uma grandeza maior, devemos é, "cortar o mal pela raiz", devemos sim, dizer que não vamos nos deixar abalar, que uma hora tudo vai acabar, mas para isso, eu devo fazer de tudo para fazer acabar, e eu sei que vai terminar, mesmo que eu gaste todas as minhas forças, tudo vai acabar.
A maioria de nós, se preocupa tanto em arranjar um companheiro (eu nao faço parte dessa maioria), por que, não ter força psicológica, para criar uma base sozinho(a), para viver, acha que deve ser dependente de alguém, só por que precisa "amar", mas há aqueles, que fazem-se necessários na vida de alguém, os amigos, sim eles sim, que eu quero na minha vida, na minha abstinencia de vida, é eles que eu quero amar. Mas não quero um companheiro, para viver á par de suas atitudes ou satisfazer suas necessidades, eu quero mais é viver, mais do lado de quem me ama de verdade.
A maioria de nós, acha, que tudo passa, que tudo acaba, mas não, para tudo acabar basta a gente fazer acabar, basta a gente, impor um limite em tudo, em brincadeiras idiotas, em vida pacata, em preconceito, basta nós gritarmos " Chega" e fazer com que tudo pare.
A maioria de nós, acha que devemos viver como se cada dia fosse o último, mas para qual propósito?, para dizer " eu bebi ontem, e não lembro mais de nada", ou simplesmente " eu tranzei com aquela mulher", tá, agora me diz, Qual a lógica disso?, se quer viver cada dia como se fosse o útimo, vive como uma " pessoa normal", onde já se vio, precisar de : Drogas, sexo, alcool, para se divertir? Realmente eu conheço pesssoas incriveis, que não utilizam essas substancias, e eu admiro muito elas, tenho até vergonha de falar : " eu já bebi até quase 'dar' para alguém". Tá, eu não queria usar o 'dar', mais tem gente hoje que 'dá' sem nem saber.
Realmente é isso, eu acho que a maioria de nós queremos algo, mas não movemos um musculo para mudar algo, devemos impor mais o que queremos, mesmo que demore muito tempo.

Nenhum comentário: