segunda-feira, 31 de maio de 2010

"Qual a graça de ficar por ficar?"

Bem como eu disse, todos os post que tiverem aspas("), serão de algo, "particular".
Bem, vamos nessa. Hoje, eu fui surpreendida com uma pergunta "Qual a graça de ficar?" e sabe, eu fiquei naquele momento tenso, por que, no momento eu disse " Por que é bom." mas, depois eu pensei e disse "O problema, é quando você não sabe da vida da pessoa, e acaba, ficando com ela, e depois você descobre que aquela pessoa, era ex da sua amiga. Ou simplesmente, um pessoa drogada, que te passou um doença."(Kk') Mas, agora eu vi, que eu sou muito idiota de sair por aí ficando com os outros, e sabe, o pior foi que, ahh, como dizer isso, mas, eu conheçi um rapaz na festa do preto e branco, e sabe, a forma como a gente "conversou" por uns 2min, foi legal, e eu sinti uma sensação tão gostosa de tar perto dele, mas, o gosto de querer ficar, acabou com tudo, por que eu fui e fiquei com outro minino, e acho que ele vio, e eu me senti mal com isso, e a trouxa aqui tento resolver, indo pidi para ficar com o minino legal dinivo, e sabe o que ele disse? Não. ¬¬' eu sou um tchola mesmo.
Mas enfim, eu realmente, fiquei nessa de qual é a graça de ficar só por ficar, sendo que é mais legal quando você gosta da pessoa.
AHh sim, eu acho que eu sou meia idiota, por que, eu comprei um samsung corby,e tipo, meu celular antigo não tinha bluetooth então, a tonta aqui, ficava rastreando bluetooth durante o técnico, com a esperança de alguem me rastrear e mandar algo, e o foda, foi que eu dei risada com um que era : SEU DESEJO, eu ri muito com isso. '-'
AH, teve mais coisas que aconteceram hoje, que nem, hoje eu entrei num momento filosofico triste, por que, a pessoa que me disse para ficar com a pessoa que é ex da minha amiga, é meu amigo, e ele não falou nada, e eu acho que já tinha dito para ele, que odiava ficar com quem minhas amigas já ficaram, quero dizer, essa foi a primeira vez, e espero que seja a última.
Bem, e sabe, eu fiquei pensando, e decidi que eu vou parar de "vadiar", de sair pegando geral, eu quero um rapazinho do meu lado (ou não) mas eu sei que eu não vou poder fazer ele feliz por mais que eu queira, mas....fazer o que né?.
AH sim, eu tava pensando em criar um Vlog(isso? quele negocio que o PC Siqueira tem). Mas ainda to meia assim ''/
( Eu fugi totalmente do assunto)

Pagar pelo erro dos outros.

É muito facil, você pagar pelo problemas dos outros. Simplesmente, poucas pessoas tem coragem de se tornarem humanos de verdade, e assumirem um erro, mesmo que ele tenha sido em grupo, qual o problema de errar? nenhum, só que você tem que saber lidar com as consequências.
Há situações que sempre acabamos pagando pelo erro dos outros, seja ele, numa festa, em casa, na escola. O problema é que só você vio quem fez tal ato, mas nem ao menos se manifestou, por medo? insegurança? achava que alguém iria te bater? Mas, essas não são as verdadeiras consequências, as verdadeiras, são aquelas que acontecem quando o que aconteceu não é de forma alguma divulgado, quero dizer, as pessoas cometem coisas idiotas, e nós que pagamos pelo preço, e as pessoas que fizeram tal ato nem se manifestam, mesmo sabendo que perderemos grandes coisas com isso. Isso é anti humano!(?) poxa, foi apenas um erro, qual o problema de você virar homem e dizer quem foi, ou de simplesmente, tentar corrigir a porcaria que você fez? ou então parar de agir feito um idiota e parar de fazer coisas de gente "anormal", que não tem raciocinio. Mas, o mais legal, é quando você bota essa pessoa contra a parede, para que ele fale tudo, tudo mesmo, e ela "treme na base", e acaba falando, mas, se ela contou para você por que você não conta? Realmente, os valores humanos, as vezes são perdidos. Proteger o próximo, talvez venha em primeiro lugar, mas não proteger o culpado, e sim, aos outros que sofreram por causa disso, eles são uma maioria.
Realmente, essa juventude de hoje está perdida, ninguém sabe fazer nenhuma "brincadeira" que seja, sem destruir algo, ou simplesmente, beber até vomitar, ou até mesmo, xingar as pessoas que passam na rua, e depois apanhar, e nem ao menos saber se defender.
Realmente, se é para fazer algo, que faça certo, ou simplesmente, pense logo no que vai fazer, todas as nossas atitudes voltam em dobro para nós.
(bem, eu fiquei puta da vida, com um grupo de jovens na minha escola, que foi numa festa, e destruio o banheiro, achei o cumulo, e, por culpa deles, não havera mais nenhum evento assim, e o pior de tudo, é que é a primeira vez que eu ia participar de tudo. Realmente, essas pessoas são idiotas.)

domingo, 30 de maio de 2010

Guardar problemas.

É que uma hora, isso vira contra você, tudo vem de forma tão forte, que você não consegue mais prendê-los, eles se soltam, se tornam livres, atinguem os outros, e principalmente você.
Tudo vira-se contra você, eles fazem com que sua vida se torne algo atormentador, com que, nada seja como era antes, que as pessoas, olhem para você como se quizessem arrancar um pedaço de você.
Mas, o grande problema, é quando, há pessoas idiotas ao seu redor, que te impedem de fazer o que você quer, e ainda te atormentam por você tentar ser algo, diferente.
O problema de guardar problemas, é que um dia tudo fica tão cheio que explode, vira um olocausto, acerta todo mundo, acaba com você. E o que você pode fazer? nada. Apenas, sentar e olhar, tudo o que você construio e planejou até agora, se tornando um lixo, se tornando um nada, e o pior de tudo, é que nem sempre tem alguém ali para te ajudar, para sentar do seu lado, e dizer que, logo, tudo vai acabar.
Não, nunca tem ninguém do seu lado, ninguém se importa. O problema de guardar problemas é que eles são seus, e ninguém pode te ajudar, por mais que você queira, você que deve correr atraz de resolver tudo, mesmo que ele seja enorme, e que acabe com todas as suas forças.
O problema de guardar problemas, é que eles sempre aparecem, e sempre são guardados.

Beber.

Era o que me tornava diferente dos outros, era o que me alegrava enquanto andava sozinho á noite, era o que me tornava forte, e desejado, era o que me fazia vencer os medos, era o que eu dizia, até que um dia, eu morri. Meu coração parou, a bebida vazou da minha boca, meus olhos estavam brilhando, de puro explendor, meu coração batia cada vez mais lento, até que, chegou meu fim.
O mundo se virou contra mim, dizendo que eu era louco, mas eu só queria viver um pouco, eu bebia para parar com a dor, para dizer que era feliz, e fazer tudo que eu sempre quiz. Eu bebia, por que não queria te ver nos braços de outro, eu bebia por que queria sofrer sozinho, eu bebia, para criar meu mundo de próprio calor.
Mas, um dia eu morri, por que eu deixei isso me consumir, eu me tornei, um alcoolatra, sem rumo e sem sentido, eu morri, por dentro, já não sabia mais quem eu era, eu batia na minha mulher, gritava com meus filhos, odiava minha vida, mas a bebida me tornava feliz.
Mas um dia eu morri, por que, todos me deixaram, eu me tornei um louco, só a bebida me ajudava, até que um dia, me tiraram ela também, e eu voltei a viver, por que, meu coração voltou a bater, por alguém, que me dizia para parar de beber.
Eu me tornei mais vivo, e me senti mais feliz, mesmo, que por alguns instantes, acontececem coisas que me deixasem tristes, eu não recoria para a bebida, simplesmente, eu sentava na mesa, ligava o computador, e voltava a escrever, aquela era minha vida, minha felicidade, a bebida, agora tinha me abandonado, e eu estava feliz.

sábado, 29 de maio de 2010

" O problema de gostar..."

Bem, todos os posts que tiverem aspas (") serão de algo que aconteceu comigo, que eu preciso muito desabafar.
Bem, eu odeio gostar dos outros, é tão ruim, simplesmente pelo fato, de eu achar que me enganei um pouco ao falar que jamais gostaria de ninguem. Poxa, eu sei lah, por um lado quero que uma pessoa seja muito feliz, e por outro, queria essa pessoa do meu lado. Mas, sei la, eu não sei se andei meia triste por causa do que aconteceu sexta (post errar). E que se acumulou com o que eu vi e fiz na festa do preto e branco que foi ontem(sábado), realmente, eu estou perdida, e quero muito alguém do meu lado.
Ah sim, eu já tava esqueçendo, to me sentindo uma "puta", cara as vezes eu sou tão idiota. Realmente, por que a gente tem que ir em festas, para pensar em pegar os outros? Caraca, que nervo. Eu queria ser abduzida para não voltar mais, eu vi caras tristes para mim, decpcionei pessoas,e me decpicionei também.
Porra, eu fiquei feliz por outras pessoas, mas eu, eu mesma, não estou feliz, to com muita raiva, to com ódio de mim mesma, e acho que eu to carente, e por isso que tô tão nervosa, ou por que eu to com uma maldita cólica, ai eu saio falando besteira, e não ajudo ninguém.
Mas enfim, eu acho que eu erro muito, muito mesmo, e gosto das pessoas que eu não devia gostar, sim, mas, eu quero ver essa pessoa feliz, então que se foda.
Eu vo para de gostar mesmo, vo fazer que nem eu sempre faço, ignorar tudo. Mas por um lado, eu queria voltar a ser a garota excluida da escola, sim excluida, eu não falava com ninguem, ninguem precisava saber da porcaria da minha vida, e eu nao queria ter nenhum amigo, por que assim eu nao ficava triste, nem me preocupava com porra nenhuma.
Mas, agora eu to feliz, por que eu sei que eu tenho amigos, e eles estão do meu lado, mesmo eu vendo coisas tensas, e ouvindo a felicidade deles, mas eu não posso impidir eles de serem felizes.
Porra, cansei, é isso.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Errar

Somos tão dotados de um mundo perfeito que consideramos que podemos fazer tudo, tudo mesmo, achamos que podemos fazer brincadeiras, que somente nos agradam, e quando somos surpreendidos por um "cara feia" nos questionamos do por que dessa pessoa se questionar de nossa brincadeira.
Realmente todos nós já erramos feio, já nos arrependemos, mas por que um pedido de desculpa não funciona? Será que um simples perdão pesa na consciência? qual o problema de dizer, apenas, dizer, não empurrar ou esnobar alguém, apenas, dizer " Está tudo bem, eu sei que você errou", até por que nem sempre estamos num dia agradável, que tudo que fazemos é certo, até mesmo por que, quando essa pessoa errou, eu pensei bem, e a perdoei.
Agora por que alguém aparece e olha para você como se fosse te matar e simplesmente te empurra e diz " eu não admito isso...eu não te dei liberdade"....mas eu perdi perdão, expliquei que não estava bem, e agora, o que eu faço? não queria te magoar, e de todo o coração te peço desculpas por eu ter sido grossa, e ver aquela expressão assustadora nos seus olhos ( por isso eu tenho medo de olhar nos olhos de alguém) eu imploro, não foi por mal, mas agora quem decide é você. Tudo está nas suas mãos.
Se você não olhar mais para mim, eu vou compreender, mas não queria ter olhado na sua cara anquele instante, realmente eu chorei, de lembrar aquela expressão, meu coração acelera de lembrar e o medo me corrompe por dentro, mil desculpas, não queria te perder desse modo.
Eu simplesmente não pensei no que fazer, eu sou tão idiota. Mas agora só o tempo para me dizer, e você espero que leia.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Água, Mundo.

Vivemos num mundo, em que nos preocupamos somente com o próprio nariz, hoje, fiquei impressionada com uma apresentação de slides, do ano de 2002, e sabe, foi chocante, e reflete realmente, uma realidade que virá a acontecer.
Pois bem, na apresentação, um homem, contava que o mundo, tinha acabado com a água, que as pessoas ao invés de ganhar dinheiro recebiam água potável, que usavam roupas descartáveis, que ninguém acreditava que um dia, a água era desperdiçada para se lavar um carro.
Diz-se ainda que, eles não chegavam a tomar nem metade de um copo de água, sendo que o recomendado é tomar 8 copos por dia. Sabe, ele dizia, que as crianças nasciam com "anomalias", eram "mutantes". E que se ele pudesse voltar no tempo, tentaria convencer todo mundo que a água iria acabar, que deviamos tomar escolhas certas.
E sabe, ele tem razão, estamos num mundo tão egoista, que daqui a pouco, vão vender água, cada vez mais cara, e deviam, cobrar aqueles que gastam água indevidamente, sabe, o mundo grita sempre por socorro, só a gente que não ouve, que faz que ignora, acha que só o governo pode resolver, mais se fosse assim, tão fácil jogar a culpa nos outros, ninguém tinha problemas.
Sabe, deviamos, prestar mais atenção no nosso redor, realmente, eu me sinti um lixo quando eu vi aqueles slides, percebi que não sou nada em comparação ao mundo, há quem faz algo para realmente mudar as coisas.
Vamos pensar mais, mudar o mundo, senão vamos acabar como nos filmes : " Matrix " ou " Eu sou a lenda ".
Se eu achar os slides eu posto aqui.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Um pouco mais.


Legião Urbana - Será

Tire suas mãos de mim
Eu não pertenço a você
Não é me dominando assim
Que você vai me entender
Eu posso estar sozinho
Mas eu sei muito bem aonde estou
Você pode até duvidar
Acho que isso não é amor

Será só imaginação?
Será que nada vai acontecer?
Será que é tudo isso em vão?
Será que vamos conseguir vencer?
Ô ô ô ô ô ô ô ô ô ...

Nos perderemos entre monstros
Da nossa própria criação?
Serão noites inteiras
Talvez por medo da escuridão
Ficaremos acordados
Imaginando alguma solução
Pra que esse nosso egoísmo
Não destrua nosso coração

Brigar pra quê
Se é sem querer
Quem é que vai nos proteger?
Será que vamos ter
Que responder
Pelos erros a mais
Eu e você?


Um pouco mais, eu precisava postar essa música, reflitia bem o que eu tava sentindo esses dias, hoje, talvez amanha, maldição.

Descobrir-se

Um pouco confuso, abstrato, sem sentido, sem lógica, a culpa é nossa, de tentar viver, e todos nos culpam. Descobrir-se tentar, idealizar-se, seguir uma ideologia, encontrar o oculto no real, o subliminar no que nada parece, tentar descobrir o mundo.
Tudo cai sobre sua cabeça, você se ergue, mas, ainda não se descobrio, que diabos, estou fazendo? Chega de tentar mudar, de me descobrir, eu tenho que fazer parte da "Robótica" do mundo globalizado, tenho que seguir esses malditos costumes.
Mais eu tenho tantos problemas, e todos, resolvem jogar tudo sobre mim, que diabos estou fazendo?, cansei de ficar no canto escuro, ouvindo quem não merece minha atenção, mas o que eu posso fazer?, eu devo ouvir, devo crescer devo mudar.
Talvez eu seja uma mutação, por nao me descobrir, por não indentificar nada, não saber a diferença do belo e do feio, do confuso ao abstrato, da arte a melancolia, da calma á ira, que diabos eu quero fazer?, talvez, eu esteja mais perdida, eu quero me descobrir.
Queria abrir minha cabeça, e ver o que se passa, mais eu não posso, tenho que me restringir ao meu mundo, ao maldito mundo, que não entende, culturas e outros valores, outros gostos, tudo é posto sobre minha cabeça, chega disso.
Eu quero me descobrir, e saber, tudo, o nada, o novo, o velho, e saber que o diferente é mais normal, do que o normal do diferente.
Descobrir-se é uma tarefa muito dificil, mas eu quero correr este risco, e atingir a minha felicidade, quero correr por ai, e dizer que me descobri, eu entendi por que estou aqui, e por qual motivo banal me colocaram nesse maldito mundo.

domingo, 23 de maio de 2010

O blog está de visual novo, graças à esse link: http://draft.blogger.com/ , da qual você faz o login nele, e muda o Designer no blog *-*.

A maioria nós.

Quer ser algo a mais, na vida, quer fazer planos para o futuro, viver intensamente. Mas até que ponto nós lutamos para "faturar" esses respectivos desejos? Muitas vezes nos deixamos levar pela sede de querer ser algo, sendo que, nem ao menos corremos atráz. Eu ouvi, meus pais me dizerem que era para mim estudar, tentar ser alguém, mais eu os ignorei, pensei que tudo que eu estava vendo, não ia adiantar de nada aprender, mas agora, eu tento voltar no tempo, e ver tudo o que eu perdi, se eu não passar na faculdade, todos meus planos e desejos serão perdidos.
Mas, a maioria de nós, pensa assim, em ser alguém, e querer, dar um futuro para nossos filhos, querer que eles tenham do bom e do melhor, já que muitos de nós, achamos que temos uma vida péssima, que nada vale. Mas, quem sempre olhou para você e teve um pouco de esperança? Que ficava no seu pé para você correr atráz de suas vontades? Sim, eles, o único problema é que eles cansaram de ver você errar, e resolveram que você deve viver do jeito que você quer, que você se dane, mas eles , ainda tem um pouco de Fé, e confiança, que você consiga, mesmo que não seja nada na vida.
A maioria de nós, deseja se livrar de algum mal, de querer abandonar tudo que parece de ruim, mas, do que adianta se livrar, se nossa vida é feita de escolhas, de causas e consequencias, de pessoas "más", sempre tem algo a conspirar contra nós, não adianta fechar o olhos e dizer que você vai esqueçer, devemos é enfrentar tudo que nos inpede de ser uma grandeza maior, devemos é, "cortar o mal pela raiz", devemos sim, dizer que não vamos nos deixar abalar, que uma hora tudo vai acabar, mas para isso, eu devo fazer de tudo para fazer acabar, e eu sei que vai terminar, mesmo que eu gaste todas as minhas forças, tudo vai acabar.
A maioria de nós, se preocupa tanto em arranjar um companheiro (eu nao faço parte dessa maioria), por que, não ter força psicológica, para criar uma base sozinho(a), para viver, acha que deve ser dependente de alguém, só por que precisa "amar", mas há aqueles, que fazem-se necessários na vida de alguém, os amigos, sim eles sim, que eu quero na minha vida, na minha abstinencia de vida, é eles que eu quero amar. Mas não quero um companheiro, para viver á par de suas atitudes ou satisfazer suas necessidades, eu quero mais é viver, mais do lado de quem me ama de verdade.
A maioria de nós, acha, que tudo passa, que tudo acaba, mas não, para tudo acabar basta a gente fazer acabar, basta a gente, impor um limite em tudo, em brincadeiras idiotas, em vida pacata, em preconceito, basta nós gritarmos " Chega" e fazer com que tudo pare.
A maioria de nós, acha que devemos viver como se cada dia fosse o último, mas para qual propósito?, para dizer " eu bebi ontem, e não lembro mais de nada", ou simplesmente " eu tranzei com aquela mulher", tá, agora me diz, Qual a lógica disso?, se quer viver cada dia como se fosse o útimo, vive como uma " pessoa normal", onde já se vio, precisar de : Drogas, sexo, alcool, para se divertir? Realmente eu conheço pesssoas incriveis, que não utilizam essas substancias, e eu admiro muito elas, tenho até vergonha de falar : " eu já bebi até quase 'dar' para alguém". Tá, eu não queria usar o 'dar', mais tem gente hoje que 'dá' sem nem saber.
Realmente é isso, eu acho que a maioria de nós queremos algo, mas não movemos um musculo para mudar algo, devemos impor mais o que queremos, mesmo que demore muito tempo.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Influenciar

Dizer o que é certo ou errado, impedir as pessoas de terem uma escolha. Sim, muitas pessoas são influenciadas, e influenciam os outros.
Pais, incentivam as crianças a julgar alguém de bonito ou feio, de dizerem que são lindo, de influenciarem a fazer o certo, com base nos conceitos deles,de fazerem as crianças de bonecos, como se fossem a "réplica" do seu eu, interior, alguém que não conseguiram ser, ou que jamais queriam ser.
Sim, as crianças sofrem com os pais, elas não tem liberdade, não podem criar seus próprios conceitos, elas vivem a base de um conto, que são dados pelos pais. Onde está a liberdade? A verdadeira escolha? Seguir um caminho?
Só por querermos ser diferentes somos chamados de " a ovelha negra da familia", mas não é isso!, eu não posso, e não quero ser um réplica, um buneco, dos meus pais, eu quero criar um próprio conceito, e estilo de vida.
Chega de influenciar, chega de criar um próprio conceito e fazer com que os outros sigam-no. Chega!. Precisamos evoluir, e só vamos, quando deixarmos de sermos manipulados por "forças maiores", quando impormos o que realmente querermos, quando, não abaixarmos a cabeça para problemas, quando "batermos os pés" exigindo o que é nosso de direito.
Sim, é um longo caminho, mais, você prefere ser alguém notável, ou alguém que nunca muda, que continua igual aos outros?. Vamos pense, não se deixe influenciar, por aqueles, que talvez nada saibam da vida.

Humanidade

( Em plena aula de filosofia, surgem perguntas do nada, uma delas me deixou fascinada : " Se cada um é livre, tem o direito à propriedade e à defesa da própria vida, como nós não acabamos em uma situação de guerra de todos contra todos ? ")

Em meio ao caos, á destruição, as pessoas estão olhando, sim elas estão, esperam que você grite pelo seus nomes, que caiam no chão, quebrem algum osso. Nada, elas não fazem nada, apenas olham para você, esperando o pior. Você está sentado naquele bar velho, sem poutronas, apenas com "banquinhos", todos olham, para você, não adianta tomar mais um gole de cachaça, nada vai tirar essa ódio dentro de você.
Mais, todo nós temos medo, medo, de fazer algum mal, de ferir alguém, de quebrar-lhe o osso, de ver-lhe chorar, de que seu nome se espalhe, queremos o bem ou não?, nós queremos ver " o circo pegar fogo" , quando somos postos em situações que nossos gostos são criticados, que há um "grupo" de pessoas junto à nós, fazemos de tudo para nos sentirmos superiores, entramos em "brigas", "xingamos", "berramos" e nos "arrependemos".
Abra esse olho, não é so isso que você pode fazer, você pode muito bem falar o que quizer, mais pense antes, suas palavras tem mais força do que seus punhos, seus punhos só cauzaram hematomas.
Chore, derrame tudo, não se questione, faça, viva, se arrependa, mas não mate, não roube, não se preocupe.
Já temos tudo, mesmo parecendo ter nada, estamos entre quatro paredes, e mesmo assim, queremos mais, muito mais, queremos matar, para ganhar, queremos roubar, para nos alimentar, vamos nos arrepender e refazer, por esqueçer que somos humanos, e que errar é um ato humano, que tem concequências sérias.
Agimos assim, por que, sabemos que há "uma força maior" nos protegendo, e que tudo que temos já basta, mesmo querendo mais, se alguém vier a intervir, entramos em contradição, entramos em processos, queremos tudo de volta, por que " a força maior" está ali para nos ajudar, mesmo que, não funcione, já nos sentimos fortes, por termos feito " um bom trabalho". Mas, nossas conquistas estão ali, nossos gostos estão ali, por que iriam querer tirar isso ? é um questão de orgulho, de querer, de se sentir forte.
Entretanto, muitas vezes temos gostos parecidos, e unidos, talvez ninguém nos vença, não fazemos nada, não "xingamos", não " brigamos", apenas nos questionamos, e pegamos "ódio", das pessoas. Isso já basta, para fazer uma guerra psicológica. Mas, resta, coragem e alucinação para causar, uma guerra universal, de todos contra todos.
Agora, termine com sua cachaça, e esqueça, que um dia, tudo pode acabar, num "piscar de olhos" e você vai fazer parte dessa loucura universal, de todos contra todos, de gostos contra gostos.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

O maior pecado.

O maior pecado de todos, não é aquele que é mencionado nas escritas, das quais todos já cometeram. Quem nunca, cometeu um dos sete pecados capitais? quem nunca, comeu comida, sem dividir nada para alguém?. Quem nunca, sentio uma enorme vontade de fazer sexo, mesmo que fosse na frente de todo mundo?. Quem que nunca ficou com tanta ira, que não aguentou e brigou com todo mundo?. Quem nunca desejou algo que jamais lhe pertenceria?.
Mas o fato é, que talvez, esses não sejam verdadeiros pecados, pois, todos algum dia, já o cometeram ou já sintiram vontade de cometer.
Realmente, o verdadeiro pecado, seria, aquele que te impede de fazer realmente o que lhe dá vontade, aquele que não te deixa seguir um rumo, uma vida, dizendo que você nunca chegará aonde quer chegar, aquela vontade que te prende na cama, em casa, e te torna depressivo, aquele pecado, que só você pode entender, e que te come por dentro, como se fosse um animal, de tal fúria,
de te dar medo, que te impede, de colocar os pés no chão, para que suas vontades sejam lançadas para o alto, tornando tudo possivel e alcançável.
Mas, talvez, o verdadeiro pecado, seja aquele, de quem te impede, de ser feliz. Aquele, que destrói a felicidade dos outros, aquele que acaba com a vontade de viver, e de erguer a cabeça para dizer " estou bem".
É tudo tão improvável, e sem realismo, que nos perdemos nas nossas vontades, e os pecados, se tornaram algo tão comum; a fidelidade não existe mais, o amor e compaixão se perderam num caminho sem rumo; o gosto pelo corpo do próximo se tornou mais "cruel" e atingível; a vontade de doar algo se perdeo totalmente, pois, hoje, tudo com o que nos preocupanos, é com o dinheiro.
Sim, o dinheiro, aquele que "coloca" comida na sua casa, sim, o "maldito" dinheiro, que muitos não vivem sem.
E agora, o pecado maior, é a louca vontade por dinheiro, por poder, por riqueza, pois, as vontades já se perderam, e os desejos de viver algo intensamente, sumirão, por causa do dinheiro, que traz uma " felicidade" indiscutível,e sem moral, a "felicidade" que não dá vontade de viver.

domingo, 16 de maio de 2010

Perder.

Era só você ouvir a minha voz, que corria na minha direção, era só eu dizer que te amava, que o mundo se perdia, e nada mais se tornava. Era só eu te abraçar, te alimentar, que nada mais importava, só o nosso amor.
Mais, agora tudo se perdeo, o mundo, quiz dizer que se importava conosco, que se virou, e resolvel tirar você de mim, talvez a culpa tenha sido minha, de deixar a porta aberta, para que você cria-se assas e fosse embora.
Eu não sei onde estava com a cabeça, talvez, eu não tivesse responsabilidade de ter alguém tão próximo de mim, talvez, eu não soubesse que iria ter esse fim, tão ruim, foi tudo tão ruim, até hoje, só de lembrar o seu nome, e de como foi, eu me "derramo" em lágrimas.
Eu sempre vou sintir sua falta, mas por que tudo tinha que ser assim? Quem sabe, o fato de eu te tirar de quem era que nem você, resolveram tirar quem não era como eu, mas, a gente se dava tão bem, você sempre foi como uma filha para mim.
Os olhos castanhos, pequenos, e redondos, como esqueçer deles? É impossivel, esqueçer até mesmo do seu tamanho, cabia na palma da minha mão, eu adorava te aquecer depois de um longo banho, você corria, e se encostava no meu pé, e eu sempre te carregava, para você perceber que eu te amava, e ainda te amo.
E como olhar para esse corredor vazio? Você não está mais lá, do que adianta te-lô, sendo que nem ao menos posso esperar para te encontrar ali, eu quero te ver denovo. Mas você se foi, foi condenada por um animal, que nem ao menos pode saber o que é amor, "áh" como eu desejaria voltar no tempo, para te impedir de voar para longe, para as garras daquele animal peludo e enorme, desejaria voltar, para não ter que ver, parte do seu corpo, num local nada apropriado, medonho, e assustador. Hoje, eu sempre digo, e peço que você volte, mesmo sabendo que é impossivel, mais eu desejaria tanto, te ter ao menos, mais um segundo nos meus braços, e gritar o seu nome, para que você voltase.
É eu sinto tanta sua falta, minha pequena pomba rola. Minha filha, a única filha, que eu tive, e que eu me arrependo de ter, por ter te deixado fugir aquela tarde, voado para longe, para uma "mata", talvez, eu nem devese te acolher naquela tarde, que você estava caida no chão, e sua familia nem ao menos se preocupava.
Mas eu sei, que eu estava certa, mesmo você tendo morrido, eu sei que estava certa, pois eu te dei o máximo de amor, que jamais dei para ninguém, e depositei tudo em você, tudo mesmo.
Eu jamais, vou te esqueçer.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Estrelas.

Elas tem tanto para nos contar, não param de brilhar. São tão exuberantes, profundas, brancas, incríveis.
Se eu pudesse, viajaria pelo espaço, para contar todos os meus segredos, só para elas, e elas retribuiriam, diriam tudo para mim.
Eu sei que elas escondem, o futuro, deixam nossos pensamentos vagos, sem mais nem menos. Queria deitar em uma delas, e ficar lá, olhando o mundo, o nada, o escuro, queria chorar um pouco, queria que elas tivessem braços para poderem secar minhas lágrimas, queria, que elas falasem para me apoiarem nos momentos dificeis, queria, que elas, me acompanhasem o tempo todo, para onde quer que eu fosse.
Queria tanto, que elas dessem pistas sobre o que vai acontecer daqui para frente, se há vida em outros planetas, queria, que elas dessem tantas pistas, e mostrasem ao homem, que nem tudo é dinheiro, que não precisamos poluir tanto, queria, que elas falasem, queria tantas coisas delas.
Talvez, elas sejam um pouco do verdadeiro de cada um, talvez, elas guardem nossos segredos, e guardam os seus com as outras.
E quem sabe, as estrelas cadentes aparecem para nos responder, para dizer para nós que não estamos sozinhos, que elas, sempre vão estar do nosso lado, em qualquer situação.
E quem sabe, um dia, elas respondam de uma forma mais cruel, quem sabe, elas mostrem a verdade do mundo para os humanos, quem sabe, elas destruão o que já não existe mais, quem sabe, elas fiquem com raiva, de acabarmos com o que mal temos, de desperdisarmos nosso raciocinio para descobrir coisas sem lógica.
Ou, simplesmente, elas deixem tudo de lado. Ou, não ligam para o que pensamos. Ou, elas só esperam o melhor de nós, pois sabem, o que podemos fazer.
Eu era criança, e deitava na varanda, conversava com as estrelas, era a minha única forma, de me abrir com "alguém". Hoje, eu já tenho medo delas.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Eu tenho medo.

Eu tenho medo de revelar o meu segredo, de mostrar quem realmente sou, de contar os meus defeitos, de chorar. Eu tenho medo, que essa muralha caia apedrejada, por aqueles que pouco nos querem felizes, eu tenho medo, de que você se machuce e eu não possa te ajudar, não possa te socorrer.
Eu sempre tive medo, de olhar nos olhos de alguém, pois, todas as nossas verdades podem ser descobertas apenas com um olhar que invade nosso pensamento, e faz-nos seu escravo.
Eu nunca resisti á uma tentação de gritar bem alto, para que você soubesse como eu realmente sou, mais sempre tem algo, que me impede de fazer de tudo, "ah" como eu queria perder o medo.
Não o medo, de pular de bungee jumping, nem de voar de asa delta, nem de pegar numa aranha, e sim o medo, de olhar no fundo dos olhos de alguém que você gosta, ter medo de falar toda a verdade, medo de dizer alguma bestera e a pessoa te "odiar" para vida inteira, medo da pessoa não gostar de você, sim eu tenho medo disso, tenho medo, de superar a minha timidez, medo de tentar mudar.
Mais quem nunca passou por isso? quem nunca gostou de alguém e se iludio tão forte que caiu da muralha? quem nunca sintio vontade de fazer uma amizade e não conseguir? quem nunca quiz sacanear alguém e depois dar risada da brincadeira? quem, quem, que nunca quiz ser um pouco mais conheçido e amado?
Bem, mas nem tudo é um "mar de rosas", sempre tem algo para estragar a nossa felicidade, para nos prender da liberdade, mas, tem sempre um lugar, que será só meu, a minha vontade, a minha determinação, de ir longe, bem longe, na minha cabeça, eu já nem mais existo aqui, na minha cabeça, eu já sei tudo o que eu consegui.
Mas, esse medo, de ser feliz, sempre vai me deixar aqui, por mais que eu queira, quem sabe um dia eu vá conseguir, chegar tão longe, parecer um pouco mais com a garota que tem tanta determinação, mas, talvez esses malditos sonhos que me deixem pensar tão "pequeno", talvez, eu esteja me prendendo na minha imaginação.
Quem sabe, eu deva é ter medo, do que eu sonho, e do que eu quero.

domingo, 9 de maio de 2010

Eu já...

Eu já corri na rua em pleno dia de chuva, já gritei com alguém, já chorei por quem não devia, já dei risada de coisas sem graça, já participei de brincadeiras sem sentido, já fiz coisas que me arrependi, já dei risada alto demais, já fiquei com vergonha.
Eu já, todo mundo já, até nossos pais já, fizeram algo muito nobre, deram risada de algo sem graça, brincaram descalsos no meio da rua, faziam "traquinagem", já odiaram o professor.
Mais, se não fosse esse "já" eu reviviria tudo de novo, faria tudo igual. Mesmo que fosse para me arrepender depois, eu iria levantar a cabeça, e imaginar o dia de amanhã, mas nem sempre o ontem volta, nem sempre o para sempre dura. Mais o passado, fica sempre na cabeça.
Ah, eu queria que o " já" voltase muitas vezes, ele me traz tanta felicidade, eu sempre estava despreocupada com o tempo, eu era apenas uma garotinha, que desconheçia o mundo, que não queria saber de nada, queria ficar em casa, não sabia o que era mentira nem falsidade, eu desconhecia o mundo, mas eu me sentia tão viva.
Jamais, eu imaginei, que cada minuto que eu vivi, me traria tanta saudade, tanta felicidade, me faria dar risada. Agora, tudo é tão complexo e realista que eu sinto vontade de voltar no tempo, eu quero poder ver todos que já partiram, quero correr na rua com meus primos, quero voltar na minha velha casa, quero fazer coisas erradas, sem desconheçer o perigo. Eu quero que o tempo volte, por que eu "já" fiz de tudo, e não me lembro mais como ser feliz daquele jeito.
Tudo o que eu mais quero agora, é que o "já" volte, por que, eu ainda não tinha tantos desejos para realizar, e não sabia que seria tão dificil "viver", eu era apenas uma garotinha inocente, que sorria, e jamais imaginei que no mundo havia tanta crueldade.


Aracnofobia.


Perninhas compridas, corpinho pequeno, "milhares" de olhos, estão em quase todo lugar, se diferenciam da maioria dos animais, insetos..Sim, eu tenho medo delas, as terrivéis aranhas.
Só de olhar eu já sinto medo, só de imaginar, penso que elas estão percorrendo meu corpo, se eu ver uma, eu paro, fico paralisada, malditas aranhas, são tão cruéis, podem ser pequenas, mas, são horripilantes, assustadoras, ah, não gosto nem de imaginar.
Bem a aracnofobia, é o medo de aranhas, algumas pessoas deixam até mesmo de viver sozinhas por medo de aparecer uma aranha e terem que ligar para algum conheçido para matar o "bicho" ( eu faria isso).
Sim, como alguns aracnofóbicos eu faço uma checagem geral no meu quarto, antes de ir dormir, olho cada canto, se alguma estiver por lá , eu começo a gritar e peço para alguem tirar o "bicho" de lá.
Mas, o pior de tudo, é que algumas tem a capacidade de fazer mimetismo ( um sistema de defesa realizado pelos animais, como camuflagem), da qual, a aranha pode "ficar" na forma de formiga, imagine só, até as formigas entram na história. Sim, isso aumenta ainda mais o meu medo, imagine, você encontrar uma formiga, contar sua patinhas, e de repente, percebe que ela tem 8 patas, e é uma ARANHA!.Hoje, existem tratamentos, mais a maioria se baseia na "convivência" com o animal. Mas, deve ser bem "tenso", você ter medo de algo, e ter que "enfretar" ele.
Ah sim, não façam brincadeiras escrotas com quem tem medo desses animais, isso é bem ruim, e pode piorar ainda mais o medo, e não dê risada, se você ver alguem gritando por causa de uma aranha.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Verdadeiro Amor.

Mexe com o coração da gente, tira a nossa concentração, ficamos ofegantes, perdemos o controle. Quando isso começa? Quando vemos uma pessoa e sentimos que essa "é a pessoa". Mas quem seria "a pessoa"? Aquela que consegue te fazer rir? Que consegue fazer você esquecer de tudo? Aquela que torna o pior dia no melhor?.
Considero "a pessoa", aquele(a) que desde da sua infância 
conseguiu roubar um pedaço de você, que te conquistou por inteiro, que mudou o teu jeito, que te deixou mais livre, te deixou assim, com um sorriso na cara, por que você está amando.
Sim, desde sua infância...andei pensando tanto na questão do amor que, logo veio a ideia que o amor verdadeiro, é aquele que começa desde cedo, e que dura até seus últimos dias, mas que não é um amor dependente, você pode viver uma vida mesmo estando bem longe da pessoa que você ama, e, mesmo que essa pessoa não sinta o mesmo por você, pelo fato de você ama-lo(a) tanto, você simplesmente 
esquece que ele(a) não ama você, mais você luta implacavelmente para obter um pouco de amor dessa pessoa, e mesmo tendo certeza que não dará certo, você vive uma vida inteira feliz. Mais como assim feliz? Vejamos, quando você ainda não sabia o que era amor, você era feliz não era? vivia uma vida não vivia? e por que tudo tem que mudar só por que você acabou de conhecer "alguém"? Quer dizer então, que esse "alguém" deve comandar sua vida de agora em diante? Nada disso, você pode muito bem se "virar" tanto com alguém ou não.
Podemos ser livres, mesmo estando junto de outra pessoa. Mas, agora o que realmente eu não entendo é o
por que todo mundo dizer para qualquer um: " Eu te amo, e sempre vou te amar"?, se daqui há um mês o casal já não está mais junto. Realmente, sempre que uma pessoa pensar em namorar, eu digo para ela, toda relação que começa cedo, sem ao menos o "casal" se conhecer direito não dá certo, então, se é para ter um relacionamento que dure, por que não ficar cinco meses com essa pessoa sem estar namorando, o que a pessoa faria? provavelmente sairia "pegando" todo mundo e diria a você "não estamos namorando, mais você sabe que eu te amo", ah, e quando vocês estiverem namorando vai ser diferente?.
É isso, eu acho que um amor só é verdadeiro para uma pessoa, e não dito para inúmeras, e começa desde cedo, e dura até os nossos últimos dias de vida. Agora, chega de banalizar sentimentos. EU CANSEI DISSO!!!
Ah sim, se você amar uma pessoa, e "ficar um tempo" com outra, e sei lá sentir algo, não confunda as coisas, você pode não estar amando, só gostando. Não confunda esses sentimentos.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Conto de Frasas

Qual minina, ainda jovem, que não se emocionava com as histórinhas infantis, da qual, sempre havia um princípe para amar eternamente a mulher, e que no final tudo dava sempre certo, mesmo os vilões tentando separar a jovem moçinha do moçinho, sempre havia aquele final "felizes para sempre".
Mas, apartir de um certo tempo, a gente percebe que é tudo conto de farsas, que a vida, o amor, não funciona dessa maneira, é tudo totalmente diferente, muitas vezes os "vilões" vencem, o mocinho não é tão fiel assim a mocinha. Mas, se você diz, que não vive mais a base de histórias infantis, você está enganado, se você assite a sua novelinha das 5,6,7,8 você ainda vive a base desses contos, pois, a TV conseque te influenciar ainda mais do que aqueles desenhos, ela consegue colocar personagens reais, cenas reais, mas, a história continua sendo a mesma, o vilão sempre perde para o mocinho, a mulher que sofreu por uma amor, sempre acaba ficando com ele, ou morre por ele.
Ou seja, há muitas coisas que nos influenciam a pensar que existe uma vida que seja tão perfeita e maravilhosa, mas, quem realmente vive, sabe que nada é assim, que esses meios de comunicação e de informação só estão nos predento para persarmos coisas, e vivemos a bases de sonhos, cheios de sofrimento com esperança de encontrar o "par perfeito".
Mas, nada é assim, é muito difícil,achar algo que se asemelhe com o mundo ficticio. No final, nada é tão verdadeiro assim.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Causa e consequência

Um sorriso estampado, um beijo roubado, um corpo entralaçado, um dia ensolarado, uma chuva forte, uma saideira, uma morte, uma lágrima, uma familia sem familia.
É assim, tudo que é bom dura pouco, tudo que dura pouco se torna muito, aquele pouco te destrói, aquela destruição faz você se sentir mal, esse modo de sentir-se mal, faz você fazer coisas erradas, essas coisas erradas refletem no seu futuro, essa reflexão fica na sua cabeça, a sua alma se desmorona, você perde o controle, você tem depressão, essa depressão te mata.
Todas as nossas ações são repletas de reações e todas as reações repletas de ações,toda causa tem sua consequência,e toda consequência tem sua causa.
É, não tem como evitar, o mundo gira, e não tem como parar, nossa mente é livre, e assim tomamos atitudes que refletem muito na nossa vida.
As palavras,percorem esse texto.E o meu sentimento, flui, como uma alma que já se vai do seu corpo.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Selos.

Obrigada,por me dar um selo : Tamyzinha e
Uncensored Mind
Blog de Shadow
Vale do Suicida
E indicarei para dez blogs a qual gosto muito:
As regras são:
  • exibir a imagem do selo
  • Exibir o link do blog que você recebeu a indicação[ que no caso será o meu]
  • Escolher 10( 15 ou 30) blogs para a indicação, e avisá-los!
Vamos lá.Os blogs indicados são:

Memórias Psicodélicas
Comunicação em destaque
Café e Páginas
Uncensored Mind
Vale do Suicida
Blog de Shadow
Amar...senão amar
A Day in the Life
O volume Único
Relatos da Vida
Ratio Essendi

O prêmio Dardos, vem reconhecer o desempenho de blogueiros, no campo cultural, criativo e ético, tem também como objetivo estreitar laços, diminuindo assim, ainda mais as barreiras à comunicação e à amizade.

sábado, 1 de maio de 2010

Talvez.

Talvez eu seja uma garota estranha, diferente. Talvez o mundo não pare para pensar na realidade, não entenda o que é dizer "eu te amo", talvez, todos queiram um minuto de sossego enquanto, o seu vizinho grita por socorro, ou luta para ter uma vida.
Talvez no preocupamos tanto com nosso próprio nariz, que acabamos por dizer coisas de quem nem ao menos conheçemos, talvez, a gente pense muito no nosso futuro e não deixamos as coisas acontecerem. Talvez, eu seja a mistura de tudo, talvez, eu grite por socorro, talvez eu ignore o meu vizinho por que eu sei que não posso ajudá-lo.
Talvez, as pessoas deem risadas das pessas que estão, excluídas do verdadeiro mundo, do mundo que todos podem fazer o que quizerem, do mundo, que as drogas são livres para quem quizer usar, do mundo que as garotas são usadas pelos homens, do mundo, que todos bebem, do mundo que a cada dia você não sabe se vai voltar bem para casa, do mundo que tudo tem que ser uma festa. Mas, e o nosso mundo?, aquele que sempre pede socorro, que a gente ignora, pensando que devemos viver a cada dia, antes que ele acabe, mas, talvez, se nos fizermos algo, seja diferente, e talvez assim, aproveitemos melhor a vida.
Talvez, nós sejamos um pouco de casa pessoa, um pouco de cada coisa, um pouco de tudo, um pouco que se transforma em muito, um pouco que quando se junta pode mudar a forma das pessas agirem e pensarem, somos um pouco que unidos, podemos mudar tudo.
Talvez pensamos diferente, e talvez por isso, transformamos quase tudo em preconceito, talvez por acreditarmos tanto em algo, acabamos por tomar atitudes erradas, talvez se pensarmos tomemos as atitudes corretas. Talvez, quem sabe, podemos nos dar o valor de acreditar em algo diferente, talvez um dia, a gente possa realizar nossos sonhos.
É talvez, quem sabe..