quinta-feira, 11 de março de 2010

Religião


(lembrando que isso é apenas uma opinião,não digo que tudo aqui seja totalmente real,que eu realmente pense assim,ou funcione desse modo.)
Você já pensou,o quanto é complexo o assunto de religião?,pois bem,hoje me deparei com uma situação nada normal,estava eu sentada,quando,supostamente,toquei no assunto de igreja com a minha amiga.
Logo, pensei, se queremos tanta igualdade, sem preconceito, por que não acabar com a divisão de religião?!,perceba que, somos separados pela nossa religião, pelas palavras que seguimos, que supostamente foram empregadas dessa forma e devem ser seguidas corretamente,caso contrario somos ''castigados''.Infelizmente, cada religião tem um ''Deus'' a seguir,tem uma fé a ser imposta,tem um conceito a ser seguido.
Mas,por que,não podemos ser um pouco mais liberais,e acreditar em cada parte,de cada religião?! acreditar que podemos sim,nos comunicar com Deus,que ele não é um ser cósmico inventado dentro de nós,para nos da esperança,acreditar que ele pode mesmo nos ajudar.
Mas só passamos a acreditar em cada parte de uma religião,quando nos deparamos com situações que envolvam a nossa fé.Como,quando um amigo nosso,ou um filho, está passando por uma situção realmente,difícil,e logo,começamos a rezar e pedir que tudo acabe,logo,a nossa confiança e fé cresce,e esperamos sermos respondidos;mas não adianta,ter uma vida,totalmente obscura(no sentido de fazer mal as pessoas) e logo pedir ajuda a uma luz;logo,quando somos ''atendidos'' começamos a nos sentir bem,fazer coisas para que,talvez,ele sempre olhe para gente quando passarmos para um aperto.Talvéz não funcione assim,ou funcione?!
Sempre,pensei na religião,como uma forma,de mostrar que pensamos em Deus de formas diferentes,mas sempre nos comunicamos com um mesmo ser,mesmo,em certos casos,de haver diversos ''deuses'',esses sempre repassavam as informações há um ser,que nos ouvia,e tentava ao máximo nos ajudar,apesar,de as vezes os criticarmos,ele logo agia,como um ''pai'' que nos dava lições para que aprendessêmos com nossos erros,e assim tentar corrigi-los.
Enfim,é um assunto a não ser discutido.

Nenhum comentário: